08
Jan 08
"Com apenas 22 anos confessa que seduziu e foi seduzida para vingar na carreira. A "nossa" primeira coelhinha fala sem preconceitos sobre a vida.

 

Aos 22 anos, Liliana Queiroz, não teme o esforço que uma carinha laroca requer para ter um lugar ao sol. Luta é com ela. Começou-a a travar bem cedo, há três anos, quando perdeu a mãe e a sua vida virou do avesso. Mas a ma¬nequim, que trabalha desde os 13 anos, deu a volta por cima. Foi a primeira Miss Playboy TV portuguesa e continua a fazer trabalhos para a "casa" de Hugh Hefner: "Sou porta-voz do canal e tenho mais cinco anos de contrato. Existe ainda o projecto de um programa para gravar em Buenos Aires e vou continuar a apresentar eventos, como o concurso em Novembro, que será em Portugal." Liliana confessa: "Quem me dera concorrer outra vez. Sinto-me mais madura e muito melhor."


Mas, actualmente, tem outros objectivos. "Vou fazer revista, recebi um convite do grande senhor Octávio de Matos e aceitei de imediato. Vai ser a minha estreia em palco. Sempre disse que só vou saber se sou actriz quando pisar o palco. Para além disso vou participar em Deixa-me Amar, no papel de secretária e a minha personagem vai depender do prolongamento da história. Basicamente como foi em Tu e Eu. Uma pessoa tem de ir começando a ganhar crédito (risos)." E é o que tem vindo a fazer. Passo a passo, da forma que deseja: "Hoje em dia, existem vedetas a subirem muito rápido, no meio da representação há muitas caras bonitas, mas falta-lhes mais qualquer coisa. Quero ir aprendendo, construindo. E acredito que tem de possuir-se o dom. Acho que o tenho e grandes actores e realizadores dão-me força." Sem dúvidas sobre o futuro, a modelo sabe que enfrenta um caminho difícil. Pelo seu passado e porque:" Ser gira às vezes não dá credibilidade. Devagar vou tentando mostrar o contrário. As vezes penso: vou desistir.

É tanta gente e actualmente não se dá crédito a quem faça bem, mas sim a quem é bonito e tem boa figura", diz a sensual manequim. "Sei que sou feita disto - que vocês vêem! mas tenho muito mais para dar, profissionalmente e como pessoa... " É por isso mesmo, que admite: "É estúpido, mas infelizmente o corpo e a cara ajudam muito. Pode não se ter jeito para nada, mas se se conseguir seduzir aquela pessoa que está ali ao lado é meio caminho andado."

 

Fonte: www.lilianaqueiroz.com


pesquisar neste blog
 
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25